Beloren contém como princípio ativo o ácido azelaico que é usado há 20 anos em caso de acne. Este princípio ativo é autorizado em mais de 70 países dentro deste campo de indicação.
Acne é uma doença complexa que envolve uma série de mecanismos patogênicos, como, por exemplo, o aumento da atividade das glândulas sebáceas e a excessiva queratinização ou hiperqueratose por hipercolonização microbiana que tem como consequência uma reação inflamatória.
O ácido azelaico (um ácido dicarboxílico, do modo como ocorre na natureza) é conhecido por suas propriedades queratolíticas e ele atua como anti-microbiano e anti-inflamatório. Assim, o princípio ativo ataca dois processos centrais da patologia da acne.
Ao mesmo tempo ele tem um baixo potencial de toxicidade, conforme foi avaliado pelo Instituto Federal de Avaliação de Risco.

 

Isso oferece economia de gastos ao cliente e promove mais competitividade no mercado.

O pagamento adicional dos pacientes são minimizados e os custos das companhias de seguro saúde são reduzidos.